Sábado, 11 de Abril de 2009

Ontem ..

.. senti-me verdadeiramente em casa. Passámos o dia na cama e por mais que me esforçasse não consegui descobrir um indicio de distância entre nós. Dormimos enrolados nos teus lençóis, abraçados, numa entrega sincera, tranquilos e quietos. Nunca a serenidade soube tão bem. Despi-me, passei-me nua pela casa, insinuei-me a ti, escorreguei para dentro das tuas roupas, enchi-te do meu cheiro, vesti-me do teu.

Cozinhas-te para mim (como sempre fizeste), admirei-te - a tua concentração, o teu olhar sério, os teus movimentos - encostada na janela da cozinha, como se te visse numa câmara de vigilância, imparcial. Entrelacei a minha mão na tua por baixo da mesa enquanto almoçávamos na sala, pensei e prometi a mim mesma que nunca trocaria momentos daqueles por nada.

claro que nunca deixei de te tocar, de sentir o teu desejo preso na minha mão, quase que te satisfiz mas o teu querer é interminável, mas o meu continua mesmo depois do fim. Rocei, provoquei-te com palavras e ordens obscenas, sorris-te, continuei a tocar-te e deixei-te lançar para o ar gemidos e suspiros, é por isso que somos muito para além de namorados, somos amantes, insaciáveis. 

Falámos do passado, resolvemos questões que por vezes nos deixam inseguros, que afloram à pele sem sabermos bem como. Mas falámos, mostramos os nossos pontos de vista, e chorei. Chorei perdida de medo de te perder, de te entregar a outra pessoa que te alicie e que, tal vez te satisfaça melhor, seja melhor do que eu. Terminas-te com estes pensamentos, embrulhaste-os, amachucaste-os e atiraste-os para bem longe. Limpaste-me as lágrimas e mandaste-me ir beber. Sorri, e obedeci.
Fumámos, bebemos e o ânimo já era outro...
Passamos o resto da noite loucos, como animais. Saltei no teu colo enquanto ouvia os teus insultos, a castigar-me pelo prazer que te dava. Ri, ri até não poder mais.

Fiz todas as tuas vontades, inovámos. Impuseste-te no meu corpo, abriste-o, penetraste-o, descontroladamente. Em cima de mim não me deste tempo para dizer nada, inundaste-me de prazer e de loucura. Tornaste os meus desejos realidade, foste herói, amaste-me bem como eu queria. Vim-me, vieste-te (mais uma vez), sai à pressa com um amo-te no ouvido, e realmente :

-  apagaste o meu fogo!   :)

 

sinto-me: :D
música: Dear mama - 2Pac

publicado por Leticia às 17:29
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Staccato a 11 de Abril de 2009 às 22:57
Se te disser que cmpreendo perfeitamente o q qeres dizer, acreditas? :)

Beijinho.


De ameninadaesquina a 13 de Abril de 2009 às 15:29
Se disser que fiquei com inveja é muito feio? lol
Mas é uma inveja boa ahah
Beijo.


De sexy_smoker a 18 de Abril de 2009 às 14:11
tb quero lol xp


De Marco a 23 de Abril de 2009 às 22:34
Hmm que romantico, tb quero sentir estas emoções todas, vou já para junto de my girl..Bjs


Comentar post

.A Wendy :)


. ver perfil

. seguir perfil

. 19 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Posts recentes

. Fim de mim.

. Tu não tens noção !

. Um desabafo

. A nossa oportunidade 7/11...

. Saudade

. 21-07-09 :D

. Amanhã vais ..

. Oh yes. Just fuck me !

. !

. Gravidez (?)

. Prazer

. Amor

. Agora mando eu .l.

. @$&(*&^%\]

. # só eu

.Arquivos

. Outubro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.Favoritos

. Última Deixa.

. Diário...01/06/07

SAPO Blogs

.subscrever feeds