Sábado, 20 de Dezembro de 2008

I don't want a fucking title !

"E embora ardendo na morte rubra do desejo,              
rendo-me à cegueira iluminada que perpassa
para além desta embriaguez das palavras
proferidas ou silenciadas."

  

 

Uma mulher precisa de mimos, nem que sejam os seus ...

Reencosto-me na almofada de seda fina deixando cair os cabelos pelas costas nuas tão macias dos beijos que o sol, raramente quente, me dispensa. Apercebi-me da falta que estes momentos me faziam, com a renda preta do vestido abraçada ao meu corpo e a minha cabeça anestesiada sem pensar em nada nem ninguém para além de mim e da luxúria que permanece... Peguei no meu velho livro de poesia e, de dedos presos naquela página, leio e releio tonta, 22 linhas vezes sem conta. Depois de tantos anos todas aquelas palavras unidas continuam a dar-me a mesma sensação de liberdade, sorrio guiada pela minha bússula dos instintos.
Engulo tudo de um só trago, danço a luz do teu flow, sei que ninguém o faz como eu. Sou, estou, continuo complemente solta, adivinho os meus próprios pensamentos e mesmo deambulando consigo puxar a gaveta de encontro a minha pele e achar o objecto do fumo que me envolve, acendo-o com a minha chama, da paixão intensa que me consome, que me sai dos dedos, arde forte, deixo-me possuir.
 
Nada mais me peço e nada mais revejo no lentíssimo torpor que pelas veias senti outras vezes. Só ergo agora a voz para esquecer e ter o olhar vendado, toldado, para as vozes que, como grito, só escuto no silêncio... Estou em carne viva, rendi-me a tentação, peco e sei-o tão bem mas não procuro perdão. Só procuro ansiar pelo que há para além do que parece ser o fim, fechar no peito o sol e a lua, com chaves de prata, transformar em máscaras as lágrimas que o coração fala, sentir e amar-te.

  

música: Fever :P

publicado por Leticia às 19:50
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De lalalalala a 23 de Dezembro de 2008 às 15:47
"Estou em carne viva, rendi-me a tentação, peco e sei-o tão bem mas não procuro perdão. Só procuro ansiar pelo que há para além do que parece ser o fim, fechar no peito o sol e a lua, com chaves de prata, transformar em máscaras as lágrimas que o coração fala, sentir e amar-te."


podia ler este paragrafo em qualquer sitio du mundo saberia sempre que foste tu que o escreveste totalmente tua cada exprexao mm lindo!
... muita sorte esse miudo aiai
bjs pekena @

--> R «3


De Carina a 29 de Dezembro de 2008 às 00:04
Podes "invadir" sempre que quiseres . ;) Também gostei do teu blog . E, desde já te digo, escreves muito bem . Gosto imenso das tuas palavras .

Beijinho @


Comentar post

.A Wendy :)


. ver perfil

. seguir perfil

. 19 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Posts recentes

. Fim de mim.

. Tu não tens noção !

. Um desabafo

. A nossa oportunidade 7/11...

. Saudade

. 21-07-09 :D

. Amanhã vais ..

. Oh yes. Just fuck me !

. !

. Gravidez (?)

. Prazer

. Amor

. Agora mando eu .l.

. @$&(*&^%\]

. # só eu

.Arquivos

. Outubro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.Favoritos

. Última Deixa.

. Diário...01/06/07

SAPO Blogs

.subscrever feeds